18 de maio de 2017

A Glória de Deus em minhas Atitudes

Olá, que todos sejam bem vindos! Como é maravilhoso termos os pensamentos de Deus na nossa mente e especialmente a presença do nosso Senhor Jesus, e do Espírito Santo que tem nos conduzido a toda a verdade. Vamos meditar no Livro de João 13:32-35 diz assim: “Se Deus é glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e logo o há de glorificar. Filhinhos, ainda por um pouco estou convosco. Vós me buscareis, mas, como tenho dito aos judeus: Para onde eu vou não podeis vós ir; eu vo-lo digo também agora.Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.” Glorificar é honrar a Deus; se a minha conduta honra a Deus, então Deus é glorificado por meio de mim. Muitas pessoas, às vezes, pensam que glorificam a Deus apenas falando com Ele, desta forma: “Deus, eu te amo, eu te glorifico, tu és tudo pra mim, etc.” Mas, glorificar a Deus, mais do que qualquer palavra, é vivermos em obediência a Deus; termos uma conduta que agrade a Deus, diferenciada do ser humano comum, ou seja, uma conduta divina. É interessante, que muitas pessoas estão procurando a sua própria glória, querem ser reconhecidas pelos seus familiares, querem ser respeitadas, querem conquistar, querem desfrutar de uma vida maravilhosa, mas para se sentirem bem consigo mesmas e não para glorificar a Deus… e glorificar a Deus não se traduz apenas nas conquistas; não é isso que necessariamente estamos falando aqui, mas de algo interno, porque, por onde você for, irá glorifica-Lo por sua conduta, através de uma fé ativa. Porque Deus transforma os seus pensamentos, o seu jeito de ser e você não apresenta um Deus religioso, mas um Deus vivo, que ressuscitou, que transmite vida, porque você vive em novidade de vida; você não vive da glória do passado. Você está percebendo, pela Palavra de Deus, que há tantas imperfeições, há tantos erros que cometemos, e nós temos que buscar, chorar, falar com Deus, etc. E por essa razão, quando vamos à igreja, não devemos ficar com a boca fechada, porque há tantas coisas para serem faladas, tantas coisas que temos que expor para Deus e que temos descoberto a nosso respeito. Deus não ficou lá de cima, vendo o povo gemendo na terra ou sofrendo sozinho… Não! Deus mandou o Seu Filho, o Seu melhor, o único Filho que Ele tinha, e O deu por nós. Veja o valor que Ele deu a cada uma de nós! Então, quem é esse demônio desgraçado, que fala na sua mente que você não é capaz?! Quem é ele, se Deus deu o melhor Dele por você?! Você tem que colocar o diabo no lugar dele! Quem é ele, se Deus deu a sua vida pela nossa? Não deixe que as palavras de derrota, de tristeza do diabo que falam que você não merece, que você não vai conseguir,entrem em sua mente e coração. Use a sua fé e revide, diga bem na cara do mal: ”Olha aqui diabo, presta bem atenção, você não foi fiel lá no céu, e você está querendo me perturbar com as suas palavras… eu não me vou ajoelhar para você! Preste bem atenção: Eu vou obedecer, eu vou meditar, eu vou aceitar o que o senhor Jesus fez lá na cruz! Eu não te aceito! Preste bem atenção: Você se coloca no seu lugar, porque Deus me comprou, por mais erros que eu tenha cometido. E porque eu creio Nele, eu te coloco debaixo dos meus pés e assumo a minha crença no Senhor Jesus.” É assim que você tem que colocar o mal debaixo dos seus pés, crer e defender aquilo que está escrito! Creia no que Jesus fez por si, porque Ele veio… Ele não é distante ou indiferente à sua dor. Mas você não consegue ter a resposta Dele, quando usa a fé emotiva. Por outro lado, quando usa a sua fé inteligente, usa aquilo que você crê; usa a palavra de Deus, que então lhe dá o direito de cobrar aquilo em que acredita que terá resultado.Um grande abraço para vocês! Fonte: Blog Viviane Freitas( Trecho do aúdio: Ser o testemunho dia 41).

14 de setembro de 2016

Você que quer se ajudar, que quer se uma mulher diferente, precisa mudar seus conceitos sobre o que é bonito em uma mulher. A Bíblia nos ensina isso em várias passagens, mas a mais popular é: “Como jóia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição.” Provérbios 11:22 Discrição faz parte da elegância da mulher. A mulher sem discrição é uma mulher sem noção. Veja o que o dicionário fala sobre a discrição:Qualidade de quem é discreto, de quem não tem a intenção de chamar a atenção. Competência de quem sabe diferenciar o certo e o errado; que tem discernimento. Característica ou qualidade de quem é recatado, casto, que tem pudor. Qualidade de alguém que não delata os segredos alheios. Hoje, quando você tiver um tempinho só para você, medite sobre discrição e em quê você tem deixado a desejar. Faça algumas perguntas a si mesma: Como é que eu trato o meu marido/ namorado/ meus pais/ meus irmãos/ minhas amigas/ meu patrão/ meus colegas de trabalho/outras mulheres em geral? Como é que eu me visto para o trabalho/ escola/ igreja/ shopping/ em casa/academia? Como é que eu ando? Com quem eu ando? Se alguém não me conhece, qual a primeira impressão que ela tem de mim? Como é que eu falo com as pessoas? Como é que eu reajo quando alguém “pisa no meu pé”? Eu sou uma pessoa educada com as outras? Depois de fazer essa meditação sobre si mesma, veja o que você fará de diferente para ser uma mulher discreta. Fonte: Blog Cristiane Cardoso

Até que um dia... o encanto acabou!

Olá, que todos sejam bem vindos! E vamos falar sobre relacionamentos. Todo relacionamento amoroso começa com uma ponta de admiração e, com o tempo, à medida que o relacionamento vai se transformando em algo mais sério, a admiração só tende a crescer, já que quanto mais você conhece aquela pessoa, mais você conhece suas boas qualidades também. Até que vocês se casam e ficam sabendo que não há só boas qualidades, há defeitos, que por sinal, são muitos! Pois é, aquele príncipe ou princesa da sua vida, acabou se transformando em um sapo, toda a magia do amor começou a sumir e você tende a desanimar. E é aí que o relacionamento de muitos casais começa a ser abalado. Ambos começam a olhar só para os defeitos, as falhas, as fraquezas e se esquecem daquelas qualidades que tanto admiravam no início de tudo. Espera, nem tudo está perdido, graças a Deus! Primeiramente, erros todo mundo tem. O jeito é aprender a conviver com eles, desde que estes não sejam prejudiciais ao relacionamento de vocês, é claro! Existem certas atitudes que precisamos ter para com o outro.É errado pensar que para voltar a admirar, é preciso fazer algo extraordinário, ao contrário, lembre-se de que você admirou seu parceiro(a) um dia e isso foi porque você começou a fazer certas coisas como conhecê-lo (a) melhor. Tudo bem que hoje você já conhece muito bem, mas será que você entende o que se passa com ele (a)? Por que ele (a) está tão irritado ultimamente? Por que ele (a) não tem mais prazer em conversar com você? Veja abaixo, cinco dicas de como desenvolver admiração pelo seu parceiro (a) novamente: 1. Envolva-o nas suas decisões. Sim, procure pedir sua opinião, faça com que ele (a) sinta-se importante. 2. Lembre-se dos pedidos do seu parceiro (a). Dê prioridade ao que ele ou ela pede para você fazer. 3. Elogie-o publicamente.Quanto mais admirado ele ou ela se sentir, mais razão lhe dará para admirá-lo (a)! 4. Pratique a regra das 48 horas. Procure dentro desse tempo, fazer um agrado, um elogio, um carinho, uma atenção maior, um favor, enfim… se você manter esse ritmo de estar sempre agradando-o (a), pelo menos a cada 48 horas, ele ou ela vai entrar numa competição com você de quem agrada mais quem! 5. Entenda e aprecie o trabalho dele ou dela.Nunca critique, tente sempre incentivar! Ah, você fala como se tudo isso fosse tão fácil… você não conhece o "fulano", ele (a) não faz nada que me agrada, como é que eu vou elogiar? Amiga(o), não é possível que você tenha se casado com uma pessoa que não tenha nada de bom! Às vezes as qualidades ficam escondidas debaixo do rancor, da raiva, do desamor, da rejeição, enfim… para você desenvolver admiração pelo seu parceiro ou parceira, você precisa, conscientemente, aguçar essas qualidades.Isso diz, que ele ou ela ainda tem o seu apoio, o seu carinho, e isso serve como motivação para ser uma pessoa melhor… mas quando ele ou ela só tem as suas críticas, qual motivação terá para ser um marido ou esposa melhor? Fonte: Internet

19 de abril de 2016

O Medo

Sabe qual é o principal inimigo da sua fé? O medo. Porque ele é um dardo do diabo lançado todos os dias, para ir paralisando a sua fé. Muitas das vezes a pessoa não percebe, só que ela já aceitou o medo dentro do seu coração. Esse sentimento gerou a dúvida, a murmuração, o desespero, etc. “Aquilo que temo me sobrevém, e o que receio me acontece”. Jó 3.25 E agora? Tantas notícias ruins, não vejo mais saída para os meus problemas? Cheguei em um ponto que não acredito em nada e ninguém? Pois é, viu como o mal trabalha. Você que antes era alguém de fé elevada, agora está sendo paralisado. Mas, eu lhe digo: Continue olhando para tudo isso e a sua vida vai afundar! Ou você crê no Poder de Jesus e naquilo que diz a palavra ou, então, você vai viver tomado pelo medo, com essa avalanche de problemas, de negativismo, de pessimismo, de más notícias, de pensamentos de morte e de derrota. Em Mateus 14:26-27 fala, justamente, sobre a questão da fé, a questão de olhar o que está à sua volta, olhar para aquilo que está escrito e a questão do medo e como o medo consegue destruir toda uma situação de vida.“ Deus lhe diz, agora: Vem, vive o milagre e receba a vitória em sua vida! Fonte: Internet

13 de abril de 2016

Sinais de insegurança

Eu acredito que todos sentem-se inseguros em algum momento da vida, porém temos que vigiar para que esses pequenos detalhes não se transformem em um problema sério. Segue a lista desses sinais: Isolar-se dos outros. Ter medo de se machucar e por causa disso fechar todas as janelas do seu coração. Ter ciúmes dos amigos e da pessoa amada.Achar que eles gostam mais dos outros do que de você. Ter inveja das pessoas. Cobiçar o que elas têm. Falar mal dos outros para se sentir melhor sobre si mesma. Falar sem parar, fazendo de tudo para chamar a atenção, achando que as pessoas vão ignorá-la se simplesmente ficar quieta. Ignorar os outros só para que corram atrás de você. Ter necessidade de receber o cuidado e a atenção das pessoas. Levar muito tempo para fazer algo, com medo que isso vai sair errado. Ter necessidade de ser amada por todos e ao perceber que alguém não gosta de você, fazer o possível e o impossível para que essa pessoa venha a adorá-la. Não confiar em ninguém, sempre achar que alguém vai desapontá-la. Não conseguir elogiar alguém, especialmente outras mulheres. Fato que geralmente acontece, porque você não quer que elas tenham o privilégio de sentir, aquilo que você não sente sobre si mesma. Guardar rancores. Estar tão voltada ao passado que se sente vulnerável no presente. Ser desorganizada com o seu tempo. Perder o foco no que é importante e se deixar distrair por coisas sem importância. Não terminar o que começa. Não fazer o que diz que vai fazer, e assim não cumprir com a sua promessas. Ser infiel. Mentir. Fingir ser o que não é, especialmente com algumas pessoas. Sofrer de baixa auto estima. Ser tímida. Ter medo de fazer até mesmo as coisas mais simples da vida, como dirigir em uma estrada ou ir a algum lugar novo sozinha. Depender dos outros o tempo todo. Não se sentir capaz de aprender algo novo. Não gostar da sua aparência. Se comparar com os outros. Se pôr para baixo em todos os sentidos, especialmente pela forma como fala de si mesma. Se vestir de uma maneira que não valoriza o seu corpo. Não usar saia ou vestido, por achar que não fica bem em roupas feminas. Desprezar as mulheres bonitas. Odiar os homens. Sempre esperar pelo pior das pessoas. Sempre interpretar errado o que os outros dizem ou fazem. Não assumir riscos. Não tomar iniciativas. Ser uma pessoa cheia de dúvidas. Fonte: Blog Cristiane Cardoso.

Postagens populares